terça-feira, 10 de junho de 2014

Resenha: 2001: Uma Odisseia no Espaço


Livro: 2001: Uma Odisseia no Espaço 
Autor: Arthur C. Clarke
Editora: Aleph
Compre: Aleph
Sinopse: No alvorecer da humanidade, a fome e os predadores já ameaçavam de extinção a incipiente espécie humana. Até que a chegada de um objeto impossível, além da compreensão das mentes limitadas do homem pré-histórico, prenunciasse o caminho da evolução. Milhões de anos depois, a descoberta de um enigmático monolito soterrado na Lua deixa os cientistas perplexos. Para investigar esse mistério, a Terra envia para o espaço uma nave tripulada por uma equipe altamente treinada, assistida por um computador autoconsciente. Do passado distante ao ano de 2001, da África a Júpiter, dos homens-macacos à inteligência artificial HAL 9000, penetre a visão de um futuro que poderia ter sido, uma sofisticada alegoria sobre a história do mundo idealizada pela mente brilhante de Arthur C. Clarke e imortalizada nas telas do cinema por Stanley Kubrick.

Resenha: Enquanto a maioria das pessoas conhece 2001: Uma Odisseia no Espaço do clássico filme de Stanley Kubrick, a história original e inovadora foi desenvolvida por Arthur C. Clarke, baseado em um conto chamado A Sentinela. E enquanto a versão única de Kubrick não deu ao espectador um monte de explicação para os eventos que ocorrem, o romance de Clarke fornece uma imagem muito mais clara da relação entre o monolito negro que aparece ao grupo de ancestrais humanos e é eventualmente o primeiro contato que a civilização humana tem com uma forma de vida alienígena.

O romance começa com um grupo de hominídeos vivendo na savana Africana cerca de 3 milhões a.C. O grupo é mostrado em busca de alimento e engajar-se em confrontos com grupos rivais. Após o aparecimento de um estranho monolito negro faz com que eles entrem em erupção em um frenesi, os membros do grupo começam a exibir níveis incaracterísticos de compreensão e criatividade, incluindo um que se torna o primeiro a usar um osso como uma ferramenta bruta para matar animais. Enquanto o filme é muito mais sutil, o livro deixa claro que o monolito ajudou a despertar a inteligência nesses seres primitivos, dando-lhes a capacidade de caçar para comer e se proteger dos predadores. A implicação é que este misterioso empurrão é que ajudaram nossosancestrais a evoluir a espécie que estamos hoje.

O livro, em seguida, salta para o ano de 1999, onde encontramos um cientista em seu caminho para investigar uma perturbação magnética na lua - o que acaba por ser o mesmo de antes, o monolito negro. Quando o monolito é finalmente descoberto e vê a luz solar pela primeira vez, ele envia um sinal de rádio que é fixo em uma das luas de Saturno. O próximo salto nos leva 18 meses no futuro a bordo de um navio em uma missão para Saturno para investigar a fonte de transmissão de rádio e esperando entender os criadores do monolito. Durante a longa viagem, a tripulação é forçada a lidar com o motim do computador de inteligência artificial da nave, o HAL 9000. Quando o navio finalmente atinge o ponto de encontro, a verdadeira natureza do monólito é revelada e o restante da tripulação passa por uma transformação surpreendente.

Para dizer que este livro aborda alguns temas nobres, seria um grande eufemismo. Desde os perigos da tecnologia inteligente e o panorama da evolução humana para às origens de nossa espécie e nosso propósito no universo, 2001 é um romance de grandes pensamentos e ideias, em vez de ação e aventura. Se você é alguém que prefere a sua ficção científica para ser rápido e excitante, você pode querer começar por outra obra. Assim como o filme, o livro tem uma abordagem firme e deliberada para a sua narrativa. Enquanto a história geral pode ser grandiosa, Clarke leva muito tempo para detalhar as minúcias da viagem espacial e fornecer descrições dos mecanismos de voo espacial. Então, se você é capaz de passar por algumas das partes mais lentas do livro, 2001 pode ser um grande complemento para o filme de Kubrick para aqueles que querem se aprofundar ainda mais na história, nos personagens e nas ideias do filme.


Uma obra grandiosa e fascinante. 

Está edição primorosa da editora Aleph conta com dois extras, sendo os contos "A Sentinela" e "Encontro ao Alvorecer" que foram textos fundamentais na concepção de 2001: Uma Odisseia no Espaço, além de conter o texto in memoriam de Clarke para Kubrick e o prefácio do autor à edição do milênio. Tudo isso sem falar no minifico acabendo.

Detalhes:
Título: 2001: Uma Odisseia no Espaço
Autor: 
Arthur C. Clarke
ISBN: 
9788576571551
Tradutor: Fábio Fernandes
Idioma: Português
Tipo de Capa: Brochura
Número de Páginas: 336
Diego J.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sobre Nós

PaperTowns

Criado em Março de 2013, o The Paper Towns surgiu como um simples blog voltado para o mundo da literatura. A proposta do The Paper Towns é, sem dúvida, criar entretenimento literário diversificado e diferenciado para seus leitores. Temos como objetivo, informar, dar opiniões, resenhar, tudo relacionado com o mundo literário.




Facebook

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *