sábado, 14 de março de 2015

Resenha: Eu, Robô



Livro: Eu, Robô
Autor: Isaac Asimov
Editora: Aleph
Compre: Aleph
Sinopse: Sensíveis, divertidos e instigantes, os contos de Eu, robô são um marco na história da ficção científica, seja pela introdução das célebres Leis da Robótica, pelos personagens inesquecíveis ou por seu olhar completamente novo a respeito das máquinas. Vivam eles na Terra ou no espaço sideral; sejam domésticos ou especializados, submissos ou rebeldes, meramente mecânicos ou humanizados, os robôs de Asimov conquistaram a cabeça e a alma de gerações de escritores, cineastas e cientistas, sendo até hoje fonte de inspiração de tudo o que lemos e assistimos sobre essas criaturas mecânicas.

Verdadeiro marco na história da ficção científica, Eu, robô reúne os primeiros textos de Isaac Asimov sobre robôs, publicados entre 1940 e 1950. São nove contos que relatam a evolução dos autômatos através do tempo, e que contêm em suas páginas, pela primeira vez, as célebres Três Leis da Robótica: os princípios que regem o comportamento dos robôs e que mudaram definitivamente a percepção que se tem sobre eles na literatura e na própria ciência.


ResenhaApenas para o registro, o livro não tem nada a ver com o filme Eu, Robô, estrelado por Will Smith. O filme é uma tomada interessante sobre a interpretação das três leis, mas não há absolutamente nenhuma semelhança com o livro, uma vez que o livro é composto de pequenas histórias.

Mesmo que você ainda não viu o filme, você sabe mais sobre Eu, Robô do que você pensa, porque as idéias de Asimov sobre robôs se tornaram parte da nossa consciência. Especialmente quando se trata de as Três Leis da Robótica, articulada primeiro nessas histórias.

Cada conto examina várias facetas da interação entre humanos e robôs através de um enredo interessante. Eu não me importo de admitir que a razão pela qual eu estou lendo Asimov é por causa de sua reputação, sempre que se houve falar de ficção científica o nome Asimov vem a tona. Em outras palavras, ele vem direto ao ponto. Isso se reflete nos contos em Eu, Robô, cada um dos quais é fascinante e o leitor nunca fica entediado por um momento.

Algumas das histórias, como "Razão", onde um robô se recusa a acreditar que foi criado por seres humanos e "Robbie", que é uma história comovente sobre a fixação de uma menina para seu robô são simplesmente esplêndido. Com este livro, eu estou começando a ver por Isaac Asimov é um grande escritor!


De Asimov Eu, Robô faz jus ao seu nome icônico como uma obra fundamental da ficção científica que ajudaram a moldar o gênero como o conhecemos hoje.


Eu, Robô é um livro grandioso, em todos os sentidos. Uma obra inigualável, esplendida e perfeita do começo ao fim. 

Detalhes:
Título: Eu, Robô
Autor: 
Isaac Asimov
ISBN: 978-85-7657-200-8
Idioma: Português
Tipo de Capa: Brochura
Número de Páginas: 
320

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sobre Nós

PaperTowns

Criado em Março de 2013, o The Paper Towns surgiu como um simples blog voltado para o mundo da literatura. A proposta do The Paper Towns é, sem dúvida, criar entretenimento literário diversificado e diferenciado para seus leitores. Temos como objetivo, informar, dar opiniões, resenhar, tudo relacionado com o mundo literário.




Facebook

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *