domingo, 12 de junho de 2016

Resenha: Correspondente de Guerra de Diogo Schelp e André Liohn


Livro: Correspondente de Guerra
Autores: Diogo Schelp e André Liohn
Editora: Contexto
Compre: Amazon
Sinopse: O correspondente de guerra quer estar naquele exato lugar de onde muitos estão fugindo. Entretanto, nunca foi tão perigoso buscar notícia em meio a um conflito quanto neste início de século. O que faz alguém se enfiar em uma guerra, consciente dos riscos envolvidos, apenas para contar uma história? Como a internet e os celulares mudaram a maneira que os acontecimentos nos rincões impenetráveis e conflagrados do planeta chegam ao grande público? O jornalista Diogo Schelp e o experiente fotógrafo de guerra André Liohn se reuniram para responder a essas perguntas em um livro cheio de revelações, histórias emocionantes e fotos de impacto. Em formato especial, o livro possui um caderno 4 cores com dezenas de fotos impactantes.


ResenhaUm correspondente de guerra é um jornalista que cobre os acontecimentos direto da front de uma zona de guerra.

Essa profissão faz com que os jornalistas se desloque de forma deliberada para regiões de grandes conflitos, cobrindo de forma real e verdadeira as atrocidades da guerra.

Correspondente de Guerra do jornalista Diogo Schelp e do fotógrafo André Liohn retrata de forma realista a rotina de uma das profissões mais perigosas do mundo.

"Por que os conflitos do século XXI são mais hostis ao trabalho da imprensa? Como a internet e os celulares mudaram a maneira como os fatos - e as versões dos fatos - da guerra chegam ao conhecimento do público? O que faz alguém deixar o conforto do seu lar, viajar para um país distante e enfiar-se em meio a uma luta que não é sua, nem de seu povo, apenas para contar uma história?"

O livro é dividido em três partes, sendo a primeira onde Schelp retrata e expõe os perigos de se estar em uma zona de conflito, desde o início de uma guerra até um possível fim, mostrando os impactos que ela exerce sobre aqueles que são forçados a estar em tais circunstâncias. 

Já a segunda parte (a minha favorita deste livro) é um relato autobiográfico do fotógrafo André Liohn que nos mostra de forma comovente e realista a sua atuação e função nos conflitos vivenciado por ele.

“Pergunte a qualquer jornalista com experiência em coberturas de guerra nos anos posteriores aos atentados de 2001 nos Estados Unidos sobre seu maior medo no exercício da profissão, e há uma grande chance de que responda que não é ser atingido por uma bomba, uma bala ou por estilhaços. Ele ou ela lhe dirá que ser sequestrado é o seu maior temor”

A terceira parte "Marcas da guerra" é dedicado a fotografias de Liohn de vários conflitos, desde o Haiti até os conflitos da Líbia. 

Para mim a parte mais chocante do livro são as fotografias, pois elas mostram de forma vivida o caos e o sofrimento daqueles que estão vivendo em zonas de guerra.

Correspondente de Guerra é um livro incrível e muito bem escrito. Não é um livro de entretenimento, é um livro para quem gosta e se interessa pelo assunto. Mas não deixa de ser uma grande leitura.




Detalhes:

Título: Correspondente de Guerra
Autores: 
Diogo Schelp e André Liohn

ISBN: 978-8572449557
Idioma: Português
Tipo de Capa: Brochura
Número de Páginas: 
240



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sobre Nós

PaperTowns

Criado em Março de 2013, o The Paper Towns surgiu como um simples blog voltado para o mundo da literatura. A proposta do The Paper Towns é, sem dúvida, criar entretenimento literário diversificado e diferenciado para seus leitores. Temos como objetivo, informar, dar opiniões, resenhar, tudo relacionado com o mundo literário.




Facebook

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *